Mergulho nos limites para descobrir corpo de pescador

CM 04 de dezembro de 2017

Descoberta embarcação de pesca ?Veneza? afundada a 80 metros de profundidade.

Por Correio da Manhã

Um "arriscadíssimo" mergulho por dois operacionais da Armada a 80 metros de profundidade, no limite do que é possível em Portugal, deverá esta segunda-feira de manhã esclarecer por completo se o corpo do mestre Orlando Fonseca se encontra no interior do ‘Veneza’, que naufragou na quarta-feira 20 km ao largo da Figueira da Foz e que foi este domingo encontrado no fundo do mar. A embarcação estava a cerca de 4 km do local para onde a radiobaliza de emergência tinha dado o alerta.

Segundo explicou ao CM o comandante Pedro Coelho Dias, porta-voz da Marinha, o ‘Veneza’ foi encontrado por um veículo aquático operado remotamente (ROV) "que foi confirmar um contacto do sonar de varrimento lateral" do navio hidrográfico ‘Gago Coutinho’. Esse ROV passou o dia de ontem a recolher imagens no pesqueiro afundado. Não encontrou o corpo do mestre, mas transmitiu informação "muito relevante" para o mergulho desta segunda-feira e também para o inquérito ao naufrágio.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login