Líder de seita marcava mulheres com ferros em brasa

CM 28 de março de 2018

Homem usava seguidoras como escravas sexuais.

Por Correio da Manhã

O líder de um popular grupo de autoajuda com ramificações em vários países, Keith Raniere, foi detido pelo FBI no México, acusado de criar um culto secreto cujas seguidoras eram usadas como escravas sexuais e marcadas com ferros em brasa como se fossem gado. É acusado de tráfico e exploração de mulheres e associação criminosa com vista a trabalhos forçados.

Raniere, de 55 anos, tornou-se conhecido como líder da organização Nxivm (lê-se ?nexium?), um grupo de autoajuda sediado em Albany, Nova Iorque, que funciona de forma piramidal e conta com mais de 15 mil seguidores em vários países.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui