Julgamento em janeiro ameaça candidatura de Lula da Silva

CM 14 de dezembro de 2017

Condenação do ex-presidente por corrupção é reavaliada em segunda instância no início de 2018.

Por Correio da Manhã

A Justiça brasileira marcou para 24 de janeiro do próximo ano o julgamento que pode tirar o ex-presidente Lula da Silva das presidenciais de 2018 e mudar os rumos do Brasil. Se o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que revê as sentenças da operação anti-corrupção Lava Jato, confirmar a condenação imposta a Lula em julho, ele pode ficar impedido de disputar as eleições, numa altura em que surge como favorito nas sondagens.

Lula foi condenado em primeira instância pelo juiz Sérgio Moro a nove anos e meio de prisão por, segundo a sentença, ter recebido um apartamento triplex numa praia de São Paulo como parte de ‘luvas’ pagas pela construtora OAS. Se o TRF-4, a que Lula recorreu, confirmar o veredicto de Moro, o antigo presidente cairia na chamada Lei da Ficha Limpa, que impede a eleição de políticos condenados em segunda instância.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login