Farmácias da Venezuela registam 85% de escassez de medicamentos

CM 23 de setembro de 2017

Parte do problema deve-se a que o Governo "não estimula a produção" local de medicamentos".

Por Correio da Manhã

A Federação Farmacêutica Venezuelana (Fefarven) denunciou na sexta-feira que o setor farmacêutico da Venezuela está a passar por "graves" dificuldades económicas e que as farmácias registam 85% de escassez de medicamentos.

"A situação é bastante crítica, sobretudo no último degrau da cadeia, que são as farmácias (...) o problema não é a distribuição, é um problema de abastecimento", disse aos jornalistas o presidente da Fefarven.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui