Estado trava liquidação do Novo Banco mesmo no pior cenário

CM 31 de maio de 2018

Ministro das Finanças justifica apoio ao banco com a estabilidade do sistema financeiro.

Por Correio da Manhã

O ministro das Finanças admitiu que todos os compromissos assumidos pelo Estado na venda do Novo Banco servem para evitar a liquidação do banco. Mário Centeno explicou também que a rede de segurança adicional – uma espécie de balão de oxigénio que é acionado se mais ninguém conseguir assumir as necessidades de capital – só será usada em último recurso.

"Para assegurar a estabilidade financeira em Portugal era necessário afastar, mesmo no pior cenário, a liquidação do Novo Banco, explicou Centeno no Parlamento, justificando o facto de, na venda, ter ficado salvaguardado que caberá ao Estado – caso tudo corra mal – injetar mais dinheiro no banco.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login