Escândalo de Tancos faz cair chefe do Exército

CM 18 de outubro de 2018

General Rovisco Duarte alega razões pessoais a Marcelo e motivos políticos à estrutura do Exército. Novo ministro terá exigido demissão.

Por Sérgio A. Vitorino - Correio da Manhã

Atodos vós, e unicamente a vós, devo uma explicação: as circunstâncias políticas assim o exigiram". Foi esta a justificação dada esta quarta-feira pelo general Rovisco Duarte aos militares que comandava há dois anos e meio para a resignação do cargo de Chefe do Estado Maior do Exército (CEME). Uma versão diferente daquela que apresentou a Marcelo Rebelo de Sousa, a quem invocou "razões pessoais" para a sua demissão.

Este pedido de exoneração ocorre cinco dias depois de o ministro da Defesa Nacional ter apresentado a demissão, em consequência do encobrimento feito por militares à forma como as armas roubadas em Tancos foram devolvidas – uma farsa montada, que passava pelo perdão dos autores do furto, que já levou à detenção de nove pessoas (oito militares e um civil).

O pedido de demissão foi enviado por Rovisco Duarte ao Presidente da República, que o transmitiu ao Governo, a quem compete propor a exoneração das chefias militares. Na nota divulgada por Belém, o general invoca "razões pessoais" para o pedido. Ainda esta quarta-feira à tarde o novo ministro da Defesa – João Gomes Cravinho, que tomou posse na segunda-feira – aceitou o pedido e deu início ao processo de substituição. O nome do sucessor será apresentado pelo Governo, "depois de ouvido o chefe de Estado-Maior-General das Forças Armadas", lê-se na nota. De resto, o novo ministro terá feito um ultimato ao general logo a seguir à tomada de posse. Se não apresentasse a demissão, seria demitido.

Rovisco Duarte liderava o Exército desde abril de 2016 e sai agora, um ano depois da recuperação da maior parte do material bélico roubado em Tancos. A farsa da descoberta aconteceu a 18 de outubro de 2017 e foi divulgado com toda a pompa pela Judiciária Militar.

"Saída do general é processo normal"

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui