Enfermeiros apelam para boicote a horas extraordinárias

CM 14 de dezembro de 2017

Profissionais de saúde estão contra proibição de contratações.

Por Correio da Manhã

O Ministério das Finanças recusou a contratação de mais enfermeiros até ao final do ano, denunciou esta quinta-feira a Ordem dos Enfermeiros que apela para o boicote às horas extraordinárias em período de contingência da gripe.

"A Ordem dos Enfermeiros teve conhecimento da recusa, por parte das Finanças, em contratar mais enfermeiros, pelo menos até ao final do ano, em pleno período de contingência da gripe, num inverno em que se prevê um vírus "dominante", segundo a Direção-Geral da Saúde", lê-se num comunicado hoje divulgado pela Ordem dos Enfermeiros, que refere, citando a bastonária, que a informação chegou através dos conselhos de administração dos hospitais.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login