Comissão defende harmonização de procedimentos para tratamento igual de crianças

CM 25 de novembro de 2018

Rosário Farmhouse admitiu que se pode e deve "melhorar a articulação e a homogenização dos procedimentos".

Por Lusa - Correio da Manhã

A presidente da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens defendeu que é preciso harmonizar procedimentos para que todas as crianças tenham o mesmo tipo de tratamento e acompanhamento, independentemente do local onde vivam.

Em entrevista à agência Lusa, quando completa um ano de mandato à frente da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, Rosário Farmhouse admitiu que uma das suas preocupações é que em todas as comissões de proteção haja os mesmos procedimentos e igual entendimento da lei.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login