Centenas de pessoas manifestam-se contra dragagens no Sado

CM 13 de outubro de 2018

Manifestantes afirmam que "não se percebe como um projeto com este impacto ambiental está a avançar".

Por Correio da Manhã

Centenas de setubalenses protestam este sábado contra as dragagens para aprofundamento e alargamento do canal de navegação do rio Sado, em Setúbal, que associações cívicas e ambientalistas consideram ser um "crime ambiental".

A manifestação, que começou pelas 16h00 no jardim Luís da Fonseca, é organizada pelo Clube da Arrábida, grupos de cidadãos `Sado de Luto´ e `SOS Sado´, as associações ambientalistas Zero e Quercus e a cooperativa de pesca Sesibal, que se uniram no protesto contra as dragagens, que vão retirar cerca de 6,5 milhões de metros cúbicos de areia do estuário do Sado.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login