Barcelona relembra as vítimas do terror de 2017

CM 18 de agosto de 2018

Rei espanhol foi acompanhado pelo presidente catalão em homenagem pautada pelo silêncio.

Por Correio da Manhã

Barcelona prestou esta sexta-feira homenagem às vítimas dos atentados radicais islâmicos de 17 de agosto de 2017 que deixaram 16 mortos e mais de 150 feridos, nas Ramblas e em Cambrills. A presença do rei de Espanha, Felipe VI, causou algumas tensões, mas de um modo geral a homenagem decorreu sem incidentes, sob o lema: 'Barcelona, ciutat de pau' ('Barcelona, cidade de paz').

O silêncio pautou a cerimónia, durante a qual o rei cumprimentou os sobreviventes da tragédia e as famílias dos que perderam a vida. O rei foi acompanhado pelo primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, pela presidente da câmara de Barcelona, Ada Colau, e pelo presidente do governo catalão, Quim Torra, que apresentou a Felipe VI a mulher de Joaquim Forn, conselheiro do Interior catalão detido após o referendo separatista ilegal de outubro de 2017.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login