ASFAC: "Se há momento em que há sustentabilidade do crédito, é este"

Negócios 12 de dezembro de 2018

A associação que representa as financeiras especializadas em crédito ao consumo foi ouvida, esta quarta-feira, na Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa.

Por Raquel Godinho - Jornal de Negócios

"Se há momento num país em que há sustentabilidade do crédito, parece-nos que é este". Quem o diz é Susana Albuquerque. Numa audição parlamentar sobre o endividamento das famílias, a secretária-geral da Associação de Instituições de Crédito Especializado (ASFAC) destacou que as medidas regulatórias e as práticas das instituições foram alteradas face ao período da crise financeira. Além disso, frisou que os montantes emprestados estão também abaixo dos níveis de 2008. 


As alterações na concessão de crédito que têm sido aplicadas nos últimos anos têm permitido uma maior sustentabilidade, defende Susana Albuquerque. Por exemplo, a medida macroprudencial aplicada pelo Banco de Portugal leva a que a taxa de esforço seja "fixada por lei, "o que não há noutros países europeus".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login