A revolução tranquila da privacidade

Negócios 18 de abril de 2018

Há uma mudança de fundo nos procedimentos, que passam a estar focados no exercício dos direitos dos titulares dos dados, e uma auto-responsabilização das organizações para assegurar a privacidade da informação pessoal.

Por Filipe S. Fernandes - Jornal de Negócios

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui