Racismos ou ostracismos?
Nuno Rogeiro
04 de fevereiro de 2019

Racismos ou ostracismos?

A cegueira da partidocracia portuguesa, sobretudo a mais “progressista”, quanto à miséria social e às péssimas estratégias do Estado, é a origem das Jamaicas que pululam entre nós. Parte da classe dominante, o Bloco de Esquerda é especialmente culpado pelo desvio das atenções do essencial, e pela invenção de fábulas convenientes

O brasileiro Gilberto Freyre (1900-1987) é hoje prudentemente ignorado. E temido. Educado nos EUA, avesso às tiranias, revolucionou a sociologia e antropologia mundiais ao propor uma tese escandalosa: na sua aventura impossível pelo mundo, Portugal liderou, se é que não criou, a primeira "ideologia" prática antirracista da história. O "luso-tropicalismo" terá sido a criação de um universo não fundado em cores ou etnias, como outros concorrentes ou competidores.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais