Crítica de Cinema: Regresso a Itália

A deliciosa Lindsay Duncan ainda tenta deter o naufrágio, mas a mediocridade de D'Arcy não o permite

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 20 a 26 de janeiro
As mais lidas GPS
Crítica de Cinema: Regresso a Itália
Pedro Marta Santos 12 de setembro de 2020

Jack (Michéal Richardson) é diretor de uma galeria que pertence aos sogros. A mulher, Ruth, quer divorciar-se e vender o espaço, pelo que Jack tudo fará para juntar a verba necessária à compra, pedindo ao pai, Robert (Liam Neeson), um pintor de obra interrompida há anos, que vendam a casa de família na Toscânia, onde Jack viveu até aos sete anos com Robert e a mãe, de vida ceifada num desastre de automóvel.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana