Mulher que matou marido à facada na Madeira condenada a 14 anos de prisão

CM 30 de janeiro de 2019

Arguida está com o regime de prisão domiciliária, na casa de um irmão, uma situação que pode manter-se caso decida recorrer.

Por Correio da Manhã - Correio da Manhã

A mulher que esfaqueou o marido provocando-lhe a morte, em março de 2018, no Funchal, movida por ciúmes, foi esta quarta-feira condenada a 14 anos de prisão pelo Tribunal de Instância Central da Comarca da Madeira.

O juiz presidente do coletivo, Filipe Câmara, referiu que a arguida foi punida pela prática do crime de "homicídio qualificado" e que "agiu por ciúme, porque tinha a ideia que o marido tinha uma relação extraconjugal".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login