Ministro da Educação refaz as contas do Orçamento para mostrar mais despesa

Negócios 29 de fevereiro de 2016

O relatório do Orçamento do Estado mostra uma quebra na despesa com a educação. Tiago Brandão Rodrigues anunciou que há antes um aumento. O que mudou? Nada. O ministro refez as contas para mostrar a aposta na educação.

Por Liliana Borges - Jornal de Negócios

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, garantiu esta segunda-feira que em 2016 vai ser gasto mais dinheiro na pasta que tutela. Tiago Brandão Rodrigues afirmou que documento faz crescer a despesa na Educação em "303,3 milhões de euros, ou mais 5,3%, comparado com o que o Governo anterior inscreveu para 2015". No entanto, os valores anunciados esta segunda-feira no Parlamento durante a discussão na especialidade do Orçamento do Estado contrariam os valores previstos no documento. No compromisso original, o Governo previa o corte, em termos de despesa consolidada, de 82 milhões de euros. Ou seja, o documento do Orçamento do Estado de 2016 previa menos 1,4% de investimento na Educação face ao valor executado em 2015. O que mudou então nestas semanas?

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login