Militar da GNR julgado em fevereiro por passar informações a empresários

CM 22 de dezembro de 2017

Elemento da Unidade Nacional de Trânsito era pago para informar sobre operações na estrada.

Por Correio da Manhã

Um militar da GNR que desempenhava funções na Unidade Nacional de Trânsito começa a ser julgado em fevereiro, por corrupção, por passar informações sobre operações de fiscalização a um empresário e a um industrial, igualmente arguidos no processo.

A primeira sessão do julgamento está agendada para as 09h30 de 6 de fevereiro no Juízo Central Criminal - Juiz 11, no Campus da Justiça, em Lisboa, disse esta sexta-feira à agência Lusa fonte judicial.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui