Deficiente espera quatro horas por ambulância

CM 28 de março de 2018

Mulher com paralisia cerebral esperou para ser atendida, teve alta às 23h45 e só chegou a casa às 05h00.

Por Correio da Manhã

Esmeralda Moreira, de 49 anos, tem paralisia cerebral e uma incapacidade de 95%. Segundo a família, deu entrada no Hospital de São João, no Porto, às 15h00 da quarta-feira passada, com náuseas e vómitos, e teve alta às 23h45. A ambulância que a transportaria até casa, em Ermesinde, só chegou quatro horas depois, o que fez com que apenas regressasse às 05h00.

O diagnóstico do hospital não foi conclusivo e a situação da mulher piorou com o passar dos dias, o que fez com que a família chamasse um médico particular.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui