Fonte de poluição em Abrantes ainda desconhecida

CM 29 de janeiro de 2018

Ainda não se conhecem os responsáveis pelo surgimento do manto de espuma branco no Tejo.

Por Correio da Manhã

O secretário de Estado do Ambiente afirmou esta segunda-feira que ainda são desconhecidos os responsáveis pelo surgimento do manto de espuma branco no Tejo, na zona de Abrantes, e que "todas as medidas tomadas são apenas de precaução".

Em declarações aos jornalistas, ao início da tarde, no Açude de Abrantes, distrito de Santarém, Carlos Martins ressalvou que, só após a conclusão das análises realizadas, poderá ser possível associar esta situação à atividade das instalações industriais, que laboram nas margens do rio Tejo.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui