Aly Silva: 'Cortaram-me a língua, mas pelo menos não cortaram toda'
10 de marçoLusa

Aly Silva: "Cortaram-me a língua, mas pelo menos não cortaram toda"

Aly Silva, que tem carteira profissional de jornalista de Portugal, disse que tem sido agredido por elementos do poder na Guiné-Bissau, pelo facto de apoiar abertamente Domingos Simões Pereira, candidato que disputou a segunda volta das eleições presidenciais de 2019.

António Aly Silva libertado na Guiné-Bissau
13 de abril de 2012CM

António Aly Silva libertado na Guiné-Bissau

O jornalista guineense Aly Silva, que fora detido esta sexta-feira pelos militares que protagonizaram o golpe de estado na Guiné-Bissau, foi libertado durante a tarde e disse à Lusa que esteve detido algumas horas e que não foi maltratado, embora tenha sido agredido aquando da detenção.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)