Instantâneos (ou quase) 5
António José Vilela
24 de abril de 2020

Instantâneos (ou quase) 5

O discurso é: não deixar ir os velhos ao supermercado, não os deixar contactar com os filhos, não os deixar sair de casa. Caminhar na rua? Ui, não. O melhor é que fiquem em casa sabe-se lá quanto tempo. Se um dia me fizerem isto, mando-os à merda.

Desliguem-nos
Nisto das aulas à distância houve quem ficasse surpreendido com a bestialidade de certos alunos. Sim, com ou sem novas pedagogias, são sacanas. Felizmente basta um clique para desaparecerem. Nas aulas presenciais, não se consegue. Mas devia.

Não e não
O discurso é: não deixar ir os velhos ao supermercado, não os deixar contactar com os filhos, não os deixar sair de casa. Caminhar na rua? Ui, não. O melhor é que fiquem em casa sabe-se lá quanto tempo. Se um dia me fizerem isto, mando-os à merda.

Ferro fundido
O presidente do parlamento vê-se como arauto da liberdade. Mas o tom e os tiques petulantes soam-me cada vez pior. Alguém lhe lembre de que a discordância não é fascismo, nunca foi.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais