João Pedro Santos
18 de abril de 2017

Regressamos sempre ao lugar aonde nos esperam

Será uma cócega na alma ou serão apenas os músculos abdominais a contraírem-se? Talvez um pouco dos dois, ou talvez o primeiro fenómeno seja responsável pelo segundo. Pode ser isso sim. O que achas?

A comédia inquieta-me. Às vezes não sei o que é. Na verdade na maior parte do tempo não faço ideia o que seja, onde nasce, por onde se ramifica e o que causa. O que me causa. Não a procuro, é ela que vem ter comigo como uma visita inesperada que bate à porta e me pede para entrar, subitamente, nem que seja só por um bocadinho para trocarmos umas ideias e bebermos um copo de vinho.

Não sei, na verdade nunca sei. É me estranha sabes? Pois... não sabes. E como podes tu saber se eu que me escrevo também não sei, não me consigo explicar e sei que se não me explico também não me defino, sou um pedaço a menos do que poderia ser. Bem... há coisas que não se explicam, eu sei... coisas que se deixam a pairar no ar para termos espaço para inventarmos a nossa própria verdade. Alguns chamam-lhe fé, outros demência pintada com cores mais quentes. Não sei.

Mas hoje quero explicar-me caramba, hoje quero saber só mais um pedaço de mim. Penso alto nisso e manifesto-me por aqui para que me ajudes. Talvez encontremos a resposta os dois, eu deste lado e tu aí, desse lado da internet. Ouve, lê-me só por mais uns momentos por favor. Pode ser?

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login