Como a vida nos afasta

Alex Schulman inspirou-se na sua própria relação com os irmãos para escrever Sobreviventes, um bestseller na Suécia que tem tudo - coração, ritmo, verdade - para repetir o sucesso em Portugal.

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 20 a 26 de janeiro
As mais lidas GPS
Rita Bertrand 29 de junho de 2021

A história de Sobreviventes começa pelo fim, numa madrugada de junho: à chegada da polícia, três adultos, de fatos cerimoniosos mas em perfeito desalinho, ensanguentados, choram, abraçados uns aos outros, nas escadas de pedra da casa do lago onde passavam as férias da sua infância. No segundo capítulo, o romance recua até ao tempo em que os irmãos Pierre, Benjamin e Nils tinham, respetivamente, 7, 9 e 13 anos. O cenário, esse, é o mesmo. Aliás, jamais mudará, ao longo das pouco mais de 200 páginas, que se leem de um fôlego. É ali que se esconde o segredo das suas mágoas, do facto de, ao crescerem, se terem afastado.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana