Presidente da Agência Antidopagem da Rússia pede a Putin que evite sanções

Record 27 de dezembro de 2018

Se as amostras não forem entregues até ao final deste ano, as sanções da AMA podem ir até à proibição de atletas russos em novos Jogos Olímpicos, desta feita em 2020, no Japão

Por Lusa - Record

O presidente da Agência de Antidopagem da Rússia (Rusada), Yuri Ganous, pediu esta quinta-feira ao presidente russo, Vladimir Putin, que intervenha junto da Agência Mundial Antidopagem (AMA) para evitar mais sanções para aquele laboratório.

"Estamos perto do fim, e peço-lhe que defenda o presente e o futuro de um desporto limpo na Rússia", afirmou Ganous, num vídeo enviado a Putin e publicado no sítio da Internet da Rusada.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login