Prémios Santa Casa distinguem investigação sobre memória e tratamento de Alzheimer

CM 30 de novembro de 2017

Doença, forma mais comum de demência, não tem cura.

Por Correio da Manhã

Estudos sobre a memória em doentes com demência e novos tratamentos para a Alzheimer e as lesões na medula espinal foram distinguidos pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa com três prémios na área das neurociências, foi esta quinta-feira divulgado.

Os prémios Mantero Belard e Melo e Castro 2017, no valor de 200 mil euros cada um, foram atribuídos respetivamente aos investigadores Maria José Diógenes (Instituto de Medicina Molecular de Lisboa) e António Salgado (Universidade do Minho).

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login