Ana Gomes diz que Luanda fez convite "a fingir" para missão de observação

CM 30 de julho de 2017

Eurodeputada diz que governo angolano não deu condições mínimas para trabalho isento nas eleições.

Por Correio da Manhã

A eurodeputada Ana Gomes acusou este domingo o Governo de Angola de inviabilizar uma missão de observadores da UE para as eleições de agosto, ao "fingir que convidava" o bloco europeu mas recusando "condições elementares" aos integrantes da equipa.

"A missão de observação foi inviabilizada porque o governo angolano não deu as condições elementares, que são padrão, de acesso e de imparcialidade para o funcionamento da missão", acusou a eurodeputada, em declarações à agência Lusa.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login