Crítica de música: James Blake

The Colour In Anything é o seu terceiro álbum do músico britânico

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 15 a 21 de abril
As mais lidas GPS
Rita Bertrand 19 de junho de 2016

Ninguém deve esquecer a velha lição da pop: menos é mais, o que é simples é mais eficaz. Há verdades que não se contestam, certo? Errado, pelo menos no caso de James Blake, que leva cada vez mais longe (escavando e ornamentando, sobrepondo camadas e enchendo a música com efeitos, coros grandiosos, vocalizações dissonantes e diferentes texturas) a sua electrónica densa e hipnótica.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
A Newsletter Semanal Gps no seu e-mail
A GPS indica-lhe as melhores sugestões de fim de semana. Receba todas as semanas no seu email. (Enviada semanalmente)