Crítica: Cavaleiro Andante

Recorde uma das obras do escritor Almeida Faria

17 de abril de 2015

Com Cavaleiro Andante, Almeida Faria (n. 1943) deu por concluída a Tetralogia Lusitana, saga de uma família alentejana que assiste contrafeita à transformação da sua propriedade de Cantares em Unidade Colectiva de Produção. Aos primitivos 60 capítulos deste quarto volume foram agora acrescentados dois pós-escritos: uma carta publicada na imprensa em Abril de 1985, e um email de Marta, confessando-se "condenada ao passado que não acaba de acabar", escrito no primeiro dia de 2015. O registo diarístico-epistolar contribui para potenciar a catarse.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana