Crítica de cinema: O Vendedor

O drama de Asghar Farhadi está nas salas de cinema

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 15 a 21 de setembro
As mais lidas GPS
Tiago Santos 29 de dezembro de 2016

Asghar Farhadi não é apenas dos melhores realizadores contemporâneos; é, acima de tudo, um magnífico argumentista, alguém que explora a subtil complexidade das suas personagens mundanas com a perícia de um grande escritor. Tolstoi afirmou que "um Homem é uma fracção cujo numerador corresponde ao que ele é, enquanto o denominador é o que acredita ser" e o cineasta iraniano sabe que a tensão dramática atinge níveis quase insuportáveis quando a ilusão sobre o próprio se confronta com a realidade das acções.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)