Memórias do longo exílio de Nicolás Muller

Cerca de 80 obras do fotógrafo húngaro vão estar em exposição no Centro Cultural de Cascais até Abril.

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 17 a 23 de junho
As mais lidas GPS
Ágata Xavier 03 de janeiro de 2016

Nicolás Muller viveu tudo aquilo que fotografou. Fugiu do seu país, a Hungria, e estabeleceu-se em França até ser perseguido pela ameaça nazi. Pelo caminho, passou por Portugal, onde foi preso pela polícia fiel a Salazar e mais tarde libertado na condição de nunca mais voltar.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter Semanal Gps no seu e-mail
A GPS indica-lhe as melhores sugestões de fim de semana. Receba todas as semanas no seu email. (Enviada semanalmente)