Paulo Batista Ramos
Paulo Batista Ramos
24.05.2022

Erdogan, o contumaz

Apesar do papel ambíguo da Turquia no seio sistema de segurança da NATO irão acontecer algumas concessões, sendo as vozes que advogam o confronto diplomático com Ancara minoritárias.

17.05.2022

Cocktail Putin

A NATO nunca se expandiu para leste, foram os países do leste europeu que procuraram o abrigo desta aliança de defesa.

10.05.2022

O dia da derrota

O presidente da Rússia é um demagogo barato, um tirano medíocre. O hábito fez o monge. Putin faz a guerra na primeira pessoa, tal como governa a Rússia. No seu país, nunca ninguém se deixou ludibriar.

19.04.2022

A ameaça absoluta

Com o seu exército atolado na lama, e à procura de terrenos mais favoráveis no leste da Ucrânia, Putin tenta, mais uma vez, escalar através da ameaça nuclear. Esta retórica intimidatória e incoerente comprova que Putin não é nenhum Garry Kasparov da geostratégia.

12.04.2022

O covil do Kremlin

A revolta contra a ordem global ocidentalizada, há largos anos incitada em Teerão e Pequim, encontrou interesse e empenho renovados na projeção do ditador de Moscovo.

29.03.2022

Heróstrato de Moscovo

O ardil de o Kremlin nunca ter declarado concretamente os objetivos estratégicos que pretendia alcançar com a invasão, ainda lhe oferece alguma margem de manobra para escolher o "momento da vitória".

01.03.2022

A parada dos idiotas úteis

O idiota útil (Polezni durak) é acima de tudo um impostor, autoconvencido e vaidoso, que, voluntariamente, consciente ou inconscientemente, alguns até serão pagos, outros sem qualquer tipo de compensação, participam na promoção e defesa ativa da visão e dos interesses do Kremlin.

15.02.2022

Democracia antecipatória

É preciso dar voz às novas gerações, principal fonte de energia e inovação nas sociedades contemporâneas. É necessário criar horizontes de esperança para a juventude, no sentido de que todas as sociedades democráticas se possam continuar a ter um destino comum, próspero e harmonioso.

08.02.2022

Como fazer com que Putin não faça

É difícil compreender o que vai acontecer na Ucrânia. Mas a Administração Biden parece convicta de que dissipando o nevoeiro da guerra, sem o recurso ao uso da força, poderá impedir o avanço das ambições estratégicas de Putin.

01.02.2022

Zona cinzenta

Será que Putin estará a fazer bluff, para ludibriar a União Europeia e a NATO, num momento crucial dos processos de decisão estratégica de ambas as organizações, ou estará apenas a aguardar a oportunidade para encetar o blitz fatal sobre Kiev, inspirado na reação norte-americana à incursão dos Talibã sobre Cabul?

25.01.2022

A Inquisição chinesa

A batalha geopolítica entre o elefante e o esquilo, poderá dizer mais sobre o nosso futuro comum do que se possa imaginar.

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana