Paulo Batista Ramos
Paulo Batista Ramos
27.09.2022

Cosmic Top Secret

Sob as longas horas de vigilância do corpo diplomático na capital, surge amiúde a ideia de que Portugal serve como uma eficaz Cavalo de Troia para a penetração de potências rivais ao espaço transatlântico.

20.09.2022

10000 Russomaníacos

A janela da oportunidade estratégica para Putin declarar o final da "operação militar especial" encerra-se rapidamente.

13.09.2022

O precipício americano

A incerteza adensa-se quando se apaga a última referência da consciência individual e coletiva do legado das instituições anglo-americanas.

28.06.2022

Estado crítico

Ninguém ficou incólume a esta grande crise humana. Os tempos de crença no progresso civilizacional foram apagados. Num mundo onde o determinante é possuir informação atualizada, a memorização cedeu o lugar ao esquecimento.    

21.06.2022

Chicken Kyiv

Os Estados Unidos e a União Europeia têm de ser claros quanto ao futuro da Ucrânia, pois é no seu território que se joga o futuro da Europa e das relações transatlânticas.

14.06.2022

Putin no divã

Putin adora pregar sermões historicistas sobre o futuro da Rússia, nunca perdendo uma oportunidade de exibir a sua visão megalomaníaca da realidade. Foi assim, em setembro último, quando Putin, durante mais uma preleção didática sobre o tema Pedro I, foi  publicamente corrigido por um aluno. 

24.05.2022

Erdogan, o contumaz

Apesar do papel ambíguo da Turquia no seio sistema de segurança da NATO irão acontecer algumas concessões, sendo as vozes que advogam o confronto diplomático com Ancara minoritárias.

17.05.2022

Cocktail Putin

A NATO nunca se expandiu para leste, foram os países do leste europeu que procuraram o abrigo desta aliança de defesa.

10.05.2022

O dia da derrota

O presidente da Rússia é um demagogo barato, um tirano medíocre. O hábito fez o monge. Putin faz a guerra na primeira pessoa, tal como governa a Rússia. No seu país, nunca ninguém se deixou ludibriar.

19.04.2022

A ameaça absoluta

Com o seu exército atolado na lama, e à procura de terrenos mais favoráveis no leste da Ucrânia, Putin tenta, mais uma vez, escalar através da ameaça nuclear. Esta retórica intimidatória e incoerente comprova que Putin não é nenhum Garry Kasparov da geostratégia.

12.04.2022

O covil do Kremlin

A revolta contra a ordem global ocidentalizada, há largos anos incitada em Teerão e Pequim, encontrou interesse e empenho renovados na projeção do ditador de Moscovo.

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana