17 anos depois, EUA executaram um prisioneiro no 'corredor da morte'
14 de julho de 2020Lusa

17 anos depois, EUA executaram um prisioneiro no "corredor da morte"

Daniel Lewis Lee, de 47 anos, foi executado na prisão federal de Terre Haute com uma dose letal de pentobarbital após ter sido condenado por ter assassinado, nos anos 1990, uma família do Arkansas. "Vocês estão a matar um homem inocente" foram as suas últimas palavras.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)