O que deve saber sobre a vacina da gripe

Já começou a época das vacinas, que pela primeira vez serão tetravalentes. Sabia aqui como estar preparado.
4 de Novembro de 2019 às 08:51

A gripe é uma doença contagiosa que, apesar de comum, pode  causar complicações graves, especialmente em pessoas com doenças crónicas ou a partir dos 65 anos de idade. A vacinação é, por isso, uma opção a considerar nestas e em todas as idades. Os sintomas da doença costumam ser mal-estar e cansaço, febre alta, dores musculares e articulares, dores de cabeça, tosse seca e inflamação dos olhos. Este ano, Portugal conta pela primeira vez com vacinas tetravalentes, que incluem quatro tipos de vírus da gripe (dois do tipo A e dois do tipo B), esperando-se uma maior abrangência face às vacinas trivalentes anteriormente utilizadas.

O período de incubação da gripe é, geralmente, de dois dias, podendo variar entre um e cinco. As principais diferenças entre a constipação e a gripe manifestam-se nas vias respiratórias superiores: nariz entupido, espirros, olhos húmidos, irritação na garganta, dores de cabeça. Para se proteger plenamente da gripe deve vacinar-se todos os anos, pois o vírus muda de ano para ano e a eficácia da mesma não é garantida doze meses após a toma, podendo, mesmo assim, contrair outras estirpes de gripe não previstas na vacina. Tenha também em atenção o facto de outras doenças provocadas por outros vírus se poderem manifestar através de sintomas semelhantes aos da gripe.

A altura certa para se vacinar é durante o outono e o inverno, de preferência até dezembro, antes da época mais crítica. A vacina é especialmente importante para pessoas com 65 anos ou mais; pessoas com doenças crónicas nos pulmões, do coração, dos rins ou do fígado, diabéticos em tratamento; grávidas ou pessoas com doenças resistentes às infecções.

Saiba ainda há quem tenha direito à vacina gratuitamente no Serviço Nacional de Saúde, sem necessidade de receita médica. São elas as pessoas de idade igual ou superior a 65 anos, doentes com diabetes mellitus ou que façam diálise e ainda pessoas com trissomia 21 ou que foram submetidos a transplantes. Também têm acesso gratuito os profissionais do Serviço Nacional de Saúde, bombeiros com atividade assistencial, residentes em instituições ou pessoas internadas em unidades do SNS; guardas prisionais e reclusos.

Para prevenir o contágio:

  • mantenha o conforto térmico de acordo com o ambiente em que se encontra;
  • assegure a higiene das mãos;
  • tenha uma alimentação saudável;
  • mantenha algum distanciamento físico em ambientes sociais e evite espirrar ou tossir perto de alguém

Para as pessoas sem vacinação gratuita, a vacina é dispensada nas farmácias através de receita médica com comparticipação de 37%. Ao fazê-lo, paga no mínimo €7,06 ou €5,38, se beneficiar de regimes especiais de comparticipação. Alguns empregadores também oferecem a vacinação contra a gripe aos funcionários.

Para mais informações consulte o site oficial do Serviço Nacional de Saúde.

 

Relacionadas
Notícias Recomendadas

Marketing Automation certified by E-GOI

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A.
Consulte a Política de Privacidade Cofina.