Mais sobre:cuidados-intensivos-cardíacos-da-sociedade-portuguesa-de-cardiologia