Como lidar com a solidão provocada pela pandemia?

Um estudo recente aponta o mindfulness, o Tai Chi e até cães ou focas robóticas como possíveis respostas para melhorar a saúde mental em tempos de covid-19.
Por Marta Vieira 08 de Abril de 2021 às 19:03
Foto: Pexels

Entre os vários problemas que aumentaram com a pandemia, a solidão e o isolamento social parecem ocupar patamares de destaque, sobreduto nas faixas etárias mais velhas.

Agora, uma investigação da Universidade de Cambridge, ao qual o The Guardian deu destaque, analisou 58 estudos diferentes sobre a solidão, destacando intervenções que poderiam fazer sentido no momento de pandemia vivido. Isto é, técnicas e ações que poderão ser adaptadas a quem está sob confinamento e que, para além disso, se sente sozinho.

A investigação regeu-se por alguns requisitos como a análise limitada a participantes em contexto não hospitalar; a procura de intervenções exequíveis no contexto da covid-19, para reduzir a solidão e/ou isolamento; e ainda a busca por grupos de controlo relevantes.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Relacionadas
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

E se pudesse reiniciar o cérebro? Os conselhos de um neurologista

O cérebro humano está a ser gravemente manipulado pelos estímulos da tecnologia e as consequências refletem-se em comportamentos que nos deixam cada vez mais doentes. Em Limpeza Cerebral, o recém lançado livro do neurologista David Perlmutter e do médico internista Austin Perlmutter, reúnem-se técnicas para combater esta realidade.