Foi diagnosticado o primeiro caso de dengue sexualmente transmissível

Um homem deu entrada num hospital em Madrid com sintomas da dengue sem nunca ter viajado para as zonas endémicas do vírus.
8 de Novembro de 2019 às 15:06

O hospital Ramón Y Cajal, em Madrid, Espanha, diagnosticou o vírus da dengue num homem que contraiu a doença através de relações sexuais desprotegidas com o parceiro, que por sua vez tinha viajado recentemente a Cuba e à República Dominicana, onde a doença é mais comum. Santiago Moreno, chefe do serviço de doenças infecciosas em Ramón Y Cajal explicou ao jornal El País que o doente terá dado entrada no hospital com febre alta, eritema e dores fortes.

A causa desta doença, endémica em vários países do continente americano, sudeste da Ásia e África, é um vírus transmitido pela picada de mosquito. Os sintomas incluem mal-estar generalizado, febre alta, dor de cabeça e erupção cutânea na face que se estende pelo pescoço, tórax e extremidades. O principal transmissor da dengue é o mosquito tigre - Aedes albopictus - que apesar de não viver na zona de Madrid, está presente em áreas como a costa mediterrânica espanhola. Sendo que nenhuma dessas zonas tinha sido recentemente visitada pelo paciente, a Direção Geral de Saúde Pública da Comunidade de Madrid realizou inspeções entomológicas que excluíam "a presença do mosquito tigre na residência ou em qualquer um dos locais visitados pelo paciente em Espanha ", de acordo com um porta-voz.

Testes posteriores realizados no casal mostraram que "a espécie do vírus encontrada nas amostras colhidas nos dois pacientes é idêntica e coincide com a que circula atualmente em Cuba", segundo a epidemiologista Susana Jiménez e o biólogo Andrés Irisio.

Todos os casos detetados em Espanha até outubro de 2018 tinham sido importados (pessoas que adquiriram a doença no exterior). Há um ano, no entanto, foram registados os primeiros casos de transmissão autóctone do vírus em território espanhol em três membros da mesma família de Múrcia, aos quais se juntaram dois casos na mesma região e um sexto na Catalunha. Em todos eles, a via de transmissão seria a picada de mosquito tigre, que por sua vez adquirira o vírus ao morder um caso importado.

Em setembro passado, uma nova transmissão nativa foi detetada num paciente da área metropolitana de Barcelona. O caso de Madrid seria a oitava infeção registada em Espanha, ainda que desta vez a rota tenha sido diferente. Embora o vírus da dengue tenha sido detetado no sémen e nos fluxos vaginais de pessoas contagiadas, ainda não tinha sido confirmado nenhum caso de transmissão sexual.

 

Relacionadas
Notícias Recomendadas

Marketing Automation certified by E-GOI

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A.
Consulte a Política de Privacidade Cofina.