Cientistas criam análise ao sangue que deteta chegada da menopausa dois anos antes

Atualmente não existe uma maneira atempada de saber em que momento é que termina o período fértil, fazendo com que as mulheres sejam apanhadas de surpresa com os sintomas. 
Por Juliana Nogueira Santos 22 de Janeiro de 2020 às 18:46
Uma equipa de cientistas da Universidade do Colorado desenvolveu um teste de sangue que pode prever, com dois anos de antecipação, a altura em que uma mulher vai entrar na menopausa. Atualmente não existe uma maneira atempada de saber em que momento é que termina o período fértil, fazendo com que as mulheres sejam apanhadas de surpresa com os sintomas. 

O teste mede os níveis da hormona anti-mulleriana no sangue, que refletem a quantidade de folículos em crescimento. Se este nível estiver baixo, quer dizer que os óvulos estão a acabar, sinal de que a menopausa está a caminho. Os testes para a criação deste exame foram feitas a 1537 mulheres entre os 42 e os 63 anos, com os médicos a afirmarem que as mulheres destas idades podem beneficiar muito com a deteção antecipada de uma menor quantidade de folículos. 

"Estabelecer uma maneira de medir o tempo até o período menstrual final tem sido o Santo Graal da pesquisa sobre menopausa", apontou Nanette Santoro, uma das responsáveis pelo estudo. "As mulheres podem tomar melhores decisões médicas com as informações mais completas oferecidas pelas novas e mais sensíveis medições da hormona anti-mulleriana."
Notícias Recomendadas

Marketing Automation certified by E-GOI

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A.
Consulte a Política de Privacidade Cofina.