Saiba como cuidar da pele quando usa máscara

Acne, irritações e até feridas podem ser algumas das consequências do uso diário da máscara. Saiba com evitá-las.
Por Vitória Amaral 24 de Junho de 2020 às 14:57
Máscara
Máscara

A grande maioria dos portugueses é obrigado a usar máscara diariamente, uma medida desconfortável embora necessária para a sua proteção. Um estudo publicado pela Academia Americana de Dermatologia relata uma taxa alta dos danos dermatológicos causados pelo uso da máscara entre os profissionais de saúde na linha de frente em Hubei, China. 97% destes trabalhadores apresentavam problemas dermatológicos causados pelas medidas de proteção. Os mais comuns eram pele seca (mais de 70%), sensibilidade extrema, comichão, eritema ou pápulas. A ponte nasal, onde a máscara repousa, era a área mais irritada.

Num artigo publicado pelo jornal El País, Lídia Maroñas, dermatologista do Hospital 12 de Octubre, em Madrid, garantiu que além do declínio esperado da pele exposta ao stress, há outros danos que começam a surgir recorrentemente em quem usa máscara diariamente: lesões por atrito (como a dermatite irritativa) ou surtos de acne. No caso das espinhas, o seu reaparecimento também pode estar ligado à obstrução dos poros causada pela máscara, já que a pele não consegue respirar bem e o excesso de transpiração aumenta este tipo de reações.

O que saber e fazer antes de colocar a máscara:

- Siga dois mandamentos: hidratar a pele todos os dias, de manhã à noite, e no caso de quem usa cuidados antienvelhecimento, evite produtos que contenham ácidos como o glicólico ou o retinol, pois podem aumentar a sensibilidade da pele.

- É recomendável usar um produto que reduza o atrito e crie uma barreira entre a pele e a máscara. Para tal, pode optar pela vaselina pura e inodora, que pode ser aplicada nas zonas mais proeminentes da face (como o septo nasal e maçãs do rosto), que geralmente são as mais afetadas. Os pensos de silicone também funcionam bem, especialmente se passa mais de 12 horas diárias com uma máscara. Finalmente há sticks antifricção que ajudam a máscara a deslizar sobre a pele (como o roll-on Lipikar Stick AP+ da La Roche-Posay ou o stick antifricção da Compeed)

- Evite a maquilhagem, pelo menos na área coberta pela máscara. Especialmente se usada em muita quantidade ou se opta por produtos mais espessos, os seus poros vão ficar totalmente obstruídos, causando ou piorando o acne. A segunda razão é o facto de a máscara poder arrastar a maquilhagem, causando uma oclusão das glândulas sebáceas e piorando o aspeto e saúde da pele.

- Hidrate bem a pele: quando limpa, a pele absorve qualquer cosmético aplicado depois, e uma pele hidratada torna-se muito mais resistente aos agentes exteriores. A barreira protetora da pele ajuda a reter a água necessária para se manter saudável. Reconhecidos pelo seu alto poder hidratante, a vitamina C e o ácido hialurónico são ingredientes a procurar nos seus produtos.

Os cuidados a ter após retirar a máscara:

- Embora se possa pensar que o mais eficaz será limpar a cara com um produto mais intenso (como um esfoliante), opte por lavar a cara com um gel ou leite de limpeza com um ph equilibrado que elimine resíduos de sujidade e bactérias, respeitando a barreira protetora da pele. Evite produtos com fragrâncias ou com ingredientes possivelmente irritantes.

- Hidrate a pele de novo, se necessário com um hidratante intensivo para um alivio rápido. Sendo as áreas de maior impacto o nariz e as maçãs do rosto, pode aplicar produtos com propriedades curativas, eficazes na cicatrização de feridas. Para a vermelhidão, recomenda-se o uso de um gel com arnica, geralmente utilizado para tratar queimaduras de pele.

Se apresenta algum tipo de irritação mais grave, considere pedir ajuda a um especialista, que lhe conseguirá recomendar o tratamento mais adequado de acordo com a intensidade do problema. Se a situação não for grave, opte por produtos que incluam ingredientes ativos anti-inflamatórios de modo a reduzir a congestão da pele, como é o caso da niacinamida (conhecida pelas suas propriedades calmantes, combatendo os sinais de envelhecimento e ajudando a manter a hidratação), açafrão (geralmente indicado para peles oleosas, é um bom cicatrizante e reduz a secreção de gordura causada pelas glândulas sebáceas) ou o ácido azelaico (usado para eliminar os sintomas de rosácea).

Relacionadas
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Como ser saudável durante um dia

Saiba quais os alimentos escolher e como prepará-los desde o pequeno-almoço à ceia para equilibrar a alimentação e fortalecer a imunidade.

Marketing Automation certified by E-GOI

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A.
Consulte a Política de Privacidade Cofina.