Quem se pode dar ao luxo de comer de maneira sustentável?

Painel de especialistas lançou, no início do ano, orientações de como manter uma dieta saudável sem prejudicar o planeta. Mas 1,68 mil milhões de pessoas - mais de um quinto da população mundial - não tem dinheiro para a pagar.
Por Diogo Camilo 07 de Dezembro de 2019 às 15:48
Foto: Getty Images

É possível alimentar uma população de 10 mil milhões de pessoas com uma dieta saudável, sem prejudicar o planeta? A resposta é sim, mas a transformação de hábitos e produção de alimentos terá os seus custos.

O EAT-Lancet, um projeto que reuniu 37 dos mais conceituados cientistas do mundo em temas como a alimentação e a saúde, lançou orientações no início deste ano em como comer de maneira sustentável, reduzindo emissões de dióxido de carbono e o desperdício de comida.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Deixou de fazer exercício físico e agora?

Começou com uma semana que depressa se tornou num mês e, quando deu por si, já não treinava há um ano. Pensava mesmo que o seu corpo não ia dar conta? Um especialista explica o que acontece física e mentalmente quando deixamos de nos exercitar regularmente. E avança com soluções para voltar à boa forma.