Frutas e Legumes: o segredo para reforçar o sistema imunitário

No Ano Internacional das Frutas e Legumes, ONU recomenda o consumo destes produtos que ajudam a prevenir doenças como diabetes e obesidade.
Por Ana Maria Ribeiro, Vânia Nunes 04 de Abril de 2021 às 01:30
Uma alimentação  saudável é feita à base  de vegetais e deve  começar na infância
Uma alimentação saudável é feita à base de vegetais e deve começar na infância Foto: Getty Images

A Organização das Nações Unidas decidiu consagrar 2021 como Ano Internacional das Frutas e Legumes e apelar a que cada adulto consuma diariamente, pelo menos, 400 gramas destes produtos que, comprovadamente, reforçam o nosso sistema imunitário e são fundamentais para prevenir doenças crónicas como o cancro, a diabetes, as doenças cardíacas e a obesidade.

Para o médico Pedro Lôbo do Vale, especialista em Medicina Geral e Familiar e presidente da Associação Portuguesa de Alimentação Racional e Suplementos Alimentares, "o ano das frutas e dos legumes devia ser todos os anos, porque há países onde o consumo destes produtos é muito deficitário". Não é, felizmente, o caso de Portugal, como gosta de frisar. "Portugal tem a grande facilidade de ter um clima temperado, e além de grande produtor é também exportador de fruta, legumes e vegetais. Bem vimos a aflição dos camionistas portugueses, com produtos frescos a caminho do Reino Unido, no início do confinamento", evoca.

Este médico é da opinião que, apesar de já terem uma taxa de IVA "bastante baixa", "em termos legais, os legumes, a fruta e outros hortícolas deviam pagar zero de impostos". "A alimentação muito saudável devia ser considerada como um medicamento e não devia ser taxada", diz o especialista, que é também defensor dos produtos biológicos. "As frutas e os legumes devem ser consumidos na forma mais integral possível e de preferência com casca", sublinha. "A casca tem nutrientes e contém uma grande dose de fibras, que ajudam muito à regulação dos intestinos", conclui Pedro Lôbo do Vale.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Relacionadas
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Deixou de fazer exercício físico e agora?

Começou com uma semana que depressa se tornou num mês e, quando deu por si, já não treinava há um ano. Pensava mesmo que o seu corpo não ia dar conta? Um especialista explica o que acontece física e mentalmente quando deixamos de nos exercitar regularmente. E avança com soluções para voltar à boa forma.