Caminhada: boa companhia ajuda o físico

Deve escolher um calçado adequado e uma roupa confortável. Uma boa companhia ajuda a passar o melhor o tempo.
Por Mário Figueiredo 21 de Janeiro de 2020 às 01:30
Caminhada: boa companhia ajuda o físico
Caminhada: boa companhia ajuda o físico
As caminhadas estão na moda. Há espaços de norte a sul e eventos para todos os gostos. Mas há alguns cuidados a ter em conta antes e durante esta prática. Um exame médico é fundamental para garantir que está em condições.

Uma vez considerado apto, deve escolher o equipamento. Um bom calçado faz a diferença. Opte por um com boa absorção. Isso permite evitar lesões e massacrar menos os músculos. Há preços para todas as carteiras. Se a escolha incidir sobre modelos do ano anterior, nos saldos podem ser adquiridos por metade do preço.

O restante equipamento também é importante. Vista calças de fato de treino, de preferência largas. Ou seja, confortáveis. Deve proteger o corpo com um casaco ou um corta-vento (são mais leves) e permitem transpirar um pouco mais. Se estiver calor, não se esqueça do chapéu e do protetor solar; se estiver frio, deve agasalhar-se, mas não em demasia. A chover, um impermeável ajuda.

A música é boa companhia, mas deve evitar os headphones nas zonas urbanas (por causa do trânsito) e nas zonas mais isoladas (para perceber quando alguém se aproxima).

Deve escolher o percurso da caminhada. Tenha em atenção a segurança e a iluminação do local. Caminhar com amigos é sempre mais fácil e mais seguro. Uma boa conversa faz o tempo passar mais depressa. Além disso, quando se combina com outras pessoas o treino, isso dá origem a uma obrigatoriedade. Aparecem todos e beneficiam todos desse compromisso. Também gera mais segurança. As mulheres devem evitar caminhar sozinhas em zonas sem vigilância e pouco iluminadas. Para quem não consegue companhia, pode optar por se inscrever num ginásio ou levar o fiel amigo.

Caminhar com o cão é uma solução. São uma boa companhia e a caminhada faz bem aos dois. Em vez de passear o animal perto de casa de manhã e à noite, pode fazer uns percursos maiores. Será mais agradável para os dois.

Deve traçar objetivos a curto e médio prazo. Não queira fazer tudo na mesma sessão. Se exagerar, as dores musculares acabam por resfriar o ânimo para novos treinos.

Percursos no Norte e Centro
Paiva: Os Passadiços, junto ao rio paiva, em Arouca, têm um percurso de 8 km onde se vê águas bravas.

Dão: Com 49 quilómetros, a ecopista do dão, entre viseu e santa comba dão, aproveita a antiga linha férrea.

Coimbra: Parque verde tem espaços de lazer, ciclovias, pavilhões com exposições e skatepark.

Leiria: Rota do Vale do Lapedo, com 6 quilómetros, atravessa cursos de água, encostas e mata.

Sistelo: Esta aldeia em Arcos de Valdevez tem uma ecopista de 32 quilómetros, entre paisagens de rara beleza.

Esposende: O Trilho das Masseiras é um percurso de 7 quilómetros, onde se destacam os moinhos de vento da apúlia.
Notícias Recomendadas

Marketing Automation certified by E-GOI

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A.
Consulte a Política de Privacidade Cofina.