Tróia: da nostalgia à modernidade na península mais desejada

Catarina Moura , Markus Almeida 03 de outubro de 2019

Quilómetros de praia, hotéis e aparthotéis, um campo de golfe, um casino, spas e piscinas - o que mudou e o que há para ver e fazer na renovada península

Quando lhe aparecerem pedras no caminho, não se entusiasme com a ideia de as apanhar todas para um dia construir um castelo. Na orla de Tróia virada para Setúbal, o apócrifo de Fernando Pessoa destruiria um dos maiores tesouros da península à entrada da Costa Vicentina. Na praia as pedras roladas misturam-se com outras terracota e criam um areal inédito naquela zona de praia lisa e areia branca.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais