Transplante facial dá segunda vida a jovem norte-americana

David Oliveira com Leonor Riso 17 de agosto de 2018

Uma tentativa de suicídio com uma arma destruiu o rosto de Katie Stubblefield. Foi operada durante 31 horas e a National Geographic acompanhou o último ano da sua vida.

Katie Stubblefield, norte-americana de 22 anos, foi sujeita a uma cirurgia que durou 31 horas e que lhe deram um novo rosto e uma nova vida. O transplante facial foi necessário porque a jovem em 2015 tentou suicidar-se com um tiro no queixo.

Após a tentativa de suicídio de Katie, quando tinha 18 anos de idade, os médicos salvaram-lhe a vida, mas não o rosto. A bala destrui-lhe a maior parte da cara, incluindo o nariz, a testa e o maxilar, ficando ainda com lesões no cérebro e nos olhos. Quatro anos passaram e tornou-se a mais jovem paciente, nos Estados Unidos, a receber um transplante facial.

Os cirurgiões de uma clínica em Cleveland, no estado de Ohio, devolveram-lhe o rosto, e a história da jovem é contada na National Geographic, revista que acompanhou a vida da adolescente durante um ano e assistiu à operação. Esteve um ano na lista de espera para o transplante facial e, em 2017, recebeu a confirmação de já havia doadora. Adrea Schneider, mulher de 31 anos, morreu de overdose de droga.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais