"Se as pessoas imaginassem o sofrimento dos jovens cada vez que têm de usar um wc"

'Se imaginassem o sofrimento dos jovens quando têm de usar um wc'
Vanda Marques 22 de agosto de 2019

As escolas vão ter novas regras para combater a discriminação dos jovens trans. A sexóloga Vânia Beliz explica a importância de uma medida tão simples como ter acesso à casa de banho que respeita a vontade do jovem.


Balneários e casas de banho que respeitem a identidade do jovem são a base da nova polémica das escolas. O Despacho nº 7247/2019 obriga as escolas a fazerem algumas alterações. Os jovens maiores de 16 anos, que já podem mudar a identidade biológica nos documentos oficiais, também passam na poder escolher a que casa de banho ou balneário devem ir, conforme o seu género. O objetivo é assegurar a intimidade e singularidade de cada um.

A sexóloga Vânia Beliz explica que esta medida é muito importante para as crianças, os jovens e famílias. E alerta que existem "dezenas de jovens que não tomam banho na escola porque não querem expor se e não precisam de ser trans, gays, lésbicas."

JP critica direito de crianças poderem escolher WC e balneários

Jovens do CDS ameaçam Governo com processo se não suspenderem despacho sobre identidade de género. Defendem que a escola não é um acampamento de verão do Bloco de Esquerda. - Portugal , Sábado.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais