O vídeo que está a agitar a Rússia

Nuno Paixão Louro 29 de maio de 2017

Há quem garanta que o Kremlin pagou milhares para que a cantora pop Alicia Vox fizesse um vídeo anti-protestos da oposição, mas poucos parecem apreciá-lo

O hino anti-protestos da cantora russa Alicia Vox

O hino anti-protestos contra o Kremlin, da cantora russa Alicia Vox, está a gerar grande polémica na Rússia e é protagonista de uma situação invulgar no YouTube, onde tem muitos mais votos negativos (ou ‘não gosto’) do que positivos.

Alguém próximo da cantora terá confidenciado ao site Meduza que ela teria recebido, do governo de Putin, dois milhões de rublos (quase 32.000 euros) para fazer a canção que se dirige aos jovens que participam nos protestos da oposição contra Moscovo, tentando demovê-los de o fazer.

Comentários desactivados

‘Baby Boy’ é o nome da música de Vox, cujo vídeo já ultrapassou os dois milhões de visualizações no YouTube, desde 15 de Maio. Porém, a maior parte das pessoas que deu a sua opinião através de votos, não gostou do que viu: mais de 250.000 carregou no polegar virado para baixo (negativo), enquanto os que se decidiram por um "gosto" se ficam pelos quase 16.000. Os comentários foram desactivados.

Numa entrevista, Vox negou ter recebido dinheiro do Kremlin e diz que fez a música por estar preocupada com "o destino daqueles que estão a ser enganados ou iludidos", referindo-se indirectamente aos apoiantes de Alexei Navalny, oposicionista e organizador de manifestações anti-corrupção na Rússia.

No seu site pessoal, Navalny acusa o Kremlin de financiar Baby Boy para tentar impedir que os jovens participem nos protestos, apela aos jornalistas para aprofundarem o assunto e acusa o governo de gastar dinheiro dos contribuintes em "material tão medíocre".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais