O mais velho cientista da Austrália já apanhou o avião para ir morrer

O mais velho cientista da Austrália já apanhou o avião para ir morrer
Leonor Riso 03 de maio de 2018

David Goodall tem 104 anos e lamenta ter chegado a essa idade. Terá de rumar à Suíça para aceder à morte assistida: "Não sou feliz. Quero morrer. Não é particularmente triste. O que é triste é impedirem-me de o fazer."

David Goodall, o mais velho cientista da Austrália, começou no dia 2 de Maio a viagem para acabar com a sua vida. Aos 104 anos, o reconhecido botanista e ecologista rumará do seu país até a uma agência de morte assistida na Suíça. Lamenta ter de sair do seu país para morrer, numa altura em que a sua qualidade de vida se deteriorou.

"Lamento muito ter chegado a esta idade", afirmou Goodall numa entrevista durante o seu 104.º aniversário, em Abril, citada pela BBC. "Não sou feliz. Quero morrer. Não é particularmente triste. O que é triste é impedirem-me de o fazer."

A morte assistida é legal num dos estados australianos, mas só a pessoas em estado terminal que tenham uma esperança de vida até seis meses.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais