O Festival Cumplicidades traz pluralidade a Lisboa até 21 de Março

Rita Bertrand 06 de março de 2020

A diversidade domina o festival de dança. Em 17 espaços de Lisboa e um em Almada há espetáculos, workshops, conversas e uma exposição, de 6 a 21 de março

Uma tarde inteira de performances no Museu de Lisboa - Palácio Pimenta marca o fim, no sábado, 21 de março, e, ao mesmo tempo, o apogeu do festival de dança contemporânea Cumplicidades, este ano sob o tema Multiverso, referindo-se, como diz o seu diretor artístico, André Guedes, tanto à diversidade de linguagens das suas propostas nacionais e internacionais - entre estreias, reposições, workshops, conversas, uma exposição e um projeto educativo - como "à possibilidade múltipla do verso de um poema, um verso multicoral, constituído por uma pluralidade de vozes, corpos, expressões e subjetividades que convergem numa mesma estrofe".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais