Governo quer lançar bilhete único para acesso a vários museus do país

Lusa 10 de fevereiro de 2020
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 15 a 21 de abril
As mais lidas

Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, afirma que medida permitirá que turistas tenham uma experiência "mais simples" e quer replicar exemplo do Évora Ticket, o bilhete único da Rede de Museus de Évora, em todo o país.

O Governo quer lançar um bilhete único que permita o acesso a vários espaços museológicos do país para que os turistas tenham uma experiência "mais simples", afirmou hoje a secretária de Estado do Turismo.

Rita Marques, sec. Estado Turismo
Rita Marques, sec. Estado Turismo Lusa

"É um projeto em que estamos a trabalhar e que permitirá que um turista que nos visita através da aquisição de um bilhete único possa visitar vários espaços" museológicos, revelou a secretária de Estado Rita Marques.

O titular da pasta da Turismo falava aos jornalistas no final da cerimónia de lançamento do Évora Ticket, o bilhete único da Rede de Museus de Évora, que decorreu no Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, na cidade alentejana.

Rita Marques notou que o Governo ainda não conseguiu "materializar essa intenção", frisando ter "muito gosto" em testemunhar o lançamento do projeto de Évora, que se segue a Lisboa, que também tem "uma oferta relativamente idêntica".

"Temos como objetivo ter um bilhete único que permita que um turista que nos visite possa entrar em vários espaços e núcleos museológicos com um único bilhete e que possa experienciar essa vivencia de uma forma mais simples, sem ter que adquirir um bilhete em cada uma das entrada", sublinhou.

A governante apontou o Évora Ticket como exemplo a seguir por outras cidades do país e desafiou "outros espaços e parceiros" da cidade alentejana, para que se possam juntar a esta rede de museus.

"Se este projeto em Évora já foi desafiante, no contexto nacional será maior e demorará, com certeza, mais um bocadinho", referiu Rita Marques, escusando-se a apontar uma data para o lançamento da iniciativa nacional.

Também em declarações aos jornalistas, o presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva, assinalou que o projeto "é inédito" e que se apresenta como "muito relevante para o território".

"Uma pessoa, se comprar um bilhete único para visitar um local, é convidada a visitar mais três ou quarto e a voltar um novo fim de semana para visitar o que não visitou. Este projeto pode ser catalisador da economia, de mais visitas e de maior taxa média de permanência", destacou.

O bilhete único da Rede de Museus de Évora, que tem coordenação da ERT do Alentejo e Ribatejo, entrou hoje em funcionamento, tendo um turista britânico sido o primeiro a adquirir o Évora Ticket no Convento dos Remédios.

Cofinanciada por fundos comunitários, através do programa Alentejo 2020, a rede integra mais 12 espaços museológicos da cidade geridos por várias entidades, nomeadamente Câmara de Évora, Direção Regional de Cultura do Alentejo, Fundação Eugénio de Almeida, Universidade de Évora, Museu do Relógio, Palácio Duques de Cadaval e o Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo.

Através do "Évora Ticket" é possível visitar vários locais da cidade pelo valor fixo de oito euros (um dia), dez euros (dois dias) ou 12 euros (três dias).

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais