Douro: a nova moda é dormir num barril de vinho

Filipa Teixeira 17 de junho de 2019

Atravessando a ponte da Régua para Lamego e contornando a antiga Quinta do Vale Abraão, que inspirou Agustina Bessa-Luís e que agora serve da casa para o luxuoso Six Senses Douro Valley, damos com os portões da Quinta da Pacheca

Maria do Céu Gonçalves sonhou e os Wine Barrels nasceram. O mais recente projeto hoteleiro da Quinta da Pacheca convida-nos a dormir num tonel, com noites de olhos postos nas estrelas e despertares virados para a vinha.

Atravessando a ponte da Régua para Lamego e contornando a antiga Quinta do Vale Abraão, que inspirou Agustina Bessa-Luís e que agora serve da casa para o luxuoso Six Senses Douro Valley, rapidamente damos com os portões da Quinta da Pacheca e com a sua alameda de plátanos que nos recebe com pompa senhorial.

Ao fundo encontra-se o The Wine House Hotel, com o seu marco pombalino na entrada a indicar que em 1761 já esta quinta pertencia à região demarcada do Douro. Mas o que nos chama verdadeiramente a atenção nesta visita são as pipas pousadas na colina mais à direita dos plátanos, pipas que se encaixam na paisagem como se fossem pequenas colmeias alinhadas no meio de um monte vistoso.



Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais