Como corrigir os maus hábitos alimentares da quarentena

Susana Lúcio 21 de maio de 2020

Os 45 dias de confinamento criaram novos hábitos e rotinas que podem ter deixado marcas no corpo e mente. A SÁBADO falou com quatro especialistas para saber como recuperar o bem-estar perdido


A cozinha passou a ser um escape para Marta Vasconcelos. Quando a professora, de 35 anos, ficou em casa em isolamento com o marido e os quatro filhos era ali que conseguia descontrair. Por uns minutos, esquecia-se do crescente número de infetados da pandemia. Para piorar, soube que uma colega com quem convivia estava infetada e, pouco depois, o bebé de um ano ficou doente com bronquiolite, uma infeção respiratória. "Foi mais stressante porque sabíamos que não podíamos ir para o hospital", conta à SÁBADO.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais